Edson Celulari está com Câncer Não-Hodgkin – Fotos

By Editor
In Útil
jun 30th, 2016
0 Comments
705 Views

Entenda o que é Câncer Não-Hodgkin

O ator Edson Celulari, 58 anos, foi diagnosticado com câncer do tipo linfoma não-Hodgkin, que afeta o sistema linfático.

O linfoma não-Hodgkin é o cancro do linfócito – um tipo de células brancas do sangue produzidos na medula óssea, que se desloca no sangue para outras partes do corpo, normalmente, os gânglios linfáticos. As células linfáticas nessas áreas se tornam maligna.

Ao longo do tempo, os linfócitos malignos (chamados de células de linfoma) forçam a saída dos linfócitos normais e, eventualmente, o sistema imunológico fica enfraquecido e não pode funcionar corretamente.

O linfoma não-Hodgkin é visto em todas as idades, mas é mais comum em pessoas com idade superior a 50. Em crianças, o linfoma não-Hodgkin e leucemia (cancro da medula óssea) são os tipos mais comuns de câncer, mas poucas crianças geralmente são diagnosticadas com estas doenças. Linfomas em crianças tendem a se desenvolver rapidamente, mas são muitas vezes curáveis.

Infelizmente ainda não é conhecida a causa específica do linfoma não-Hodgkin. Sabe-se que o risco aumenta ligeiramente em alguns doentes com infecções cronicas, doenças auto-imunes (doença celíaca) ou doenças reumáticas (artrite reumatoide). Pessoas que receberam longas sessões de quimioterapia ou radioterapia para o tratamento de outras doenças também tem maior risco de contrair o linfoma.

Imunodeficiência ou deficiência do sistema imunitário que foi herdada ou causadas por vírus tais como o vírus da SIDA ou o vírus Epstien-Barr, é também um fator de risco no desenvolvimento do linfoma.

O linfoma não-Hodgkin é muitas vezes difícil de diagnosticar já que os sintomas são semelhantes a outras doenças causadas por vírus.

Os sintomas podem incluir: inchaço dos gânglios linfáticos no pescoço sob os braços ou na virilha, febres periódicas e frequentes, transpiração excessiva (a noite), perda de peso, fadiga persistente, coceira generalizada.

O tratamento para cada pessoa é determinado por fatores tais como a idade, a saúde geral, o tipo de linfoma e se espalhou para outras partes do corpo.

O objetivo do tratamento é destruir o maior número de células cancerosas quanto possível. O tratamento para linfomas pode envolver a utilização de quimioterapia, radioterapia e imunoterapia, ou combinações destes tratamentos. O transplante de células estaminais do sangue pode também ser usado.

Por ser uma doença cancerígena, se não tratada de forma correta, pode levar o paciente à morte.

Edson Celulari está com Câncer Não-Hodgkin 1 Edson Celulari está com Câncer Não-Hodgkin 2 Edson Celulari está com Câncer Não-Hodgkin 3 Edson Celulari está com Câncer Não-Hodgkin 4 Edson Celulari está com Câncer Não-Hodgkin 5

Edson Celulari está com Câncer Não-Hodgkin 6








Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comente pelo Facebook: