Como as Emoções Podem Afetar o seu Corpo

By Editor
In Útil
mar 8th, 2018
0 Comments
91 Views

Controlar nossas emoções de forma positiva pode curar nosso corpo e mente

Todas nossas emoções tem um vínculo direto com nosso humor e nosso ser físico. Nosso corpo responde a tudo o que fazemos, dizemos, atuamos, pensamos e sentimos. Esta é a conexão mente-corpo que rege nossas reações físicas e nosso estado mental. Por exemplo, alguém pode desenvolver úlcera estomacal ou pressão alta após um evento particularmente estressante.

Isso sugere que as emoções podem afetar nosso corpo, e, se pudermos controlar e dirigir nossas emoções para o lado positivo, também podemos gerenciar nosso bem-estar físico de forma extremamente eficaz. Cientistas e estão trabalhando em maneiras através das quais podemos aproveitar nossos poderes emocionais para ajudar a curar nossa mente e corpo.

Amor

Quem não sentiu o formigamento de borboletas na barriga ou um batimento cardíaco acelerado quando se depararam com uma pessoa? Essas são realmente formas sutis do corpo de nos dizer que a emoção que estamos sentindo é a do amor e leva a uma série de reações químicas fascinantes em todo o nosso sistema nervoso e hormônios. O hormônio oxitocina “amor” é liberado em abundância pelo corpo que funciona como analgésico, aumenta sua confiança e faz você se sentir vertiginoso como um todo.

Raiva

Sentimentos de raiva e ansiedade são acompanhados de irritabilidade e ressentimento. Isso também leva a transtornos de ansiedade e pode desencadear a resposta do “vou embora ou vou a luta” do corpo. Como resultado, as glândulas adrenais inundam o sistema do corpo com hormônios do estresse e o cérebro começa a bombear sangue para os músculos para se preparar para o esforço físico. Isso causa muito estresse no corpo em geral.

Depressão

A depressão não é uma desordem emocional, mas é mais uma instabilidade mental. Isso leva a uma angústia emocional e contribui para uma grande variedade de problemas físicos. A depressão aumenta o risco de doença física de uma pessoa e diretamente afeta o sistema imunológico. A depressão quase sempre está ligada ao alto risco de doenças cardíacas e torna a pessoa mais suscetível ao abuso de substâncias.

Medo

O sentimento de medo liberta instantaneamente hormônios do estresse que drenam o sangue de nossos órgãos. O cérebro é sinalizado para bombear o máximo de sangue possível aos músculos do corpo para se preparar para um ataque ou defesa. Isso causa muito estresse no sistema imune automático do corpo e pode ter efeitos a longo prazo.

Vergonha

A vergonha não saudável e tóxica se torna uma fonte de estresse contínuo e pode fazer com que uma pessoa entre em depressão. A agressão passiva também é vista em pessoas que sofrem de vergonha tóxica. Superar a vergonha é um esforço puramente pessoal e é aprendido quando a pessoa percebe que ele ou ela tem que se perdoar primeiro e se desafiar a aprender a vencer a batalha contra a vergonha pessoal tóxica.

Ciúmes

O ciúme causa uma grande quantidade de estresse mental e emocional. Essa instabilidade leva a aceleração da frequência cardíaca e alta pressão sanguínea. As pessoas propensas ao ciúme correm maior risco de sofrer de acidentes vasculares cerebrais, falta de apetite, perda de peso, infelicidade, insônia e problemas relacionados ao estômago.

Felicidade

De acordo com estudos, a felicidade leva diretamente à longevidade. As pessoas felizes geralmente são pessoas saudáveis. Claro, eles podem sofrer de doenças físicas de vez em quando, mas as pessoas que têm uma postura mais feliz na vida geralmente têm uma saúde mais estável em comparação com aqueles que não. A oxitocina e outros hormônios “felizes” contribuem diretamente para garantir que o sistema imunológico e nervoso do corpo funcione perfeitamente e prepare o corpo para combater quaisquer doenças que possam ser propensas.








Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comente pelo Facebook: